Pyongyang acusa os EUA de deixarem Península Coreana à beira de guerra nuclear

 

A Coreia do Norte acusou os Estados Unidos nesta terça-feira (2) de deixarem a Península Coreana à beira de uma guerra nuclear depois que dois bombardeiros voaram em treinamento conjunto com as forças aéreas sul-coreana e japonesa, em nova demonstração de força de Washington.

Os dois bombardeiros supersônicos Lancer B-1B fizeram o voo em meio às crescentes tensões em relação ao programa nuclear de Pyongyang, mas também ocorreram no mesmo dia em que Donald Trump disse que ficaria “honrado” em encontrar Kim Jong-Un nas “circunstâncias corretas”.

A Coreia do Norte disse que os bombardeiros realizaram “um ensaio de lançamento de bomba nuclear contra objetos principais” em seu território, num momento em que Trump e “outros belicistas dos EUA estão clamando para fazer um ataque nuclear preventivo” contra o Norte.

“A provocação militar imprudente está empurrando a situação na Península Coreana para mais perto da beira de uma guerra nuclear,” disse a agência de notícias oficial da Coréia do Norte, KCNA.




 


Weblink Hospedagem de Sites